Esportivo apenas no visual, o Toyota Corolla XRS serviu de inspiração para a rede de concessionárias Rodobens criar uma edição exclusiva do sedã médio japonês. A empresa “convocou” Zico, o eterno camisa 10 do Flamengo, para lançar o Corolla XRS Zico Limited Edition. O ex-jogador deu uma de designer para criar os detalhes de acabamento do carro que leva o seu nome.

Oito das 20 unidades feitas já foram vendidas por preços que começam em R$ 130 mil, com rodas de liga leve de 17 polegadas, e chegam a R$ 135 mil com o conjunto de 18 polegadas.

“Já conhecíamos a habilidade do Zico em campo e a sua capacidade de tornar o ato de jogar futebol em arte, mas realmente chamou a atenção a sua criatividade, que permitiu a customização de detalhes do Corolla XRS, tornando a edição limitada ainda mais especial. Esperamos que o Zico Limited Edition seja mais um golaço deste ídolo”, disse Elvio Lupo, diretor da área de varejo automotivo da Rodobens, que desenvolveu o projeto em parceria com o Studio RSS Design.

O Corolla XRS Zico Limited Edition ganhou acabamento escurecido nas molduras nos faróis de neblina, na grade frontal, nos emblemas da Toyota e nas lanternas.

Nas laterais do sedã foram aplicadas faixas de alta resistência, com referência à marca de 831 gols marcados por Zico em partidas oficiais pela Seleção Brasileira e pelos três clubes defendidos ao longo da carreira: Flamengo, Udinese (Itália) e Kashima Antlers (Japão).

As rodas também foram personalizadas com pintura em escurecida com acabamento acetinado e gravação em baixo relevo do logotipo da assinatura de Zico. As pinças dos freios foram pintadas de vermelho para reforçar o visual esportivo.

O interior do sedã foi incrementado com detalhes em vermelho e preto no volante, painel e laterais das portas.

A lista de equipamentos de série é a mesma do Corolla XRS convencional: lanternas e luzes diurnas de LED, ar-condicionado automático, sistema multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, câmera de ré e GPS integrado, computador de bordo, volante multifuncional com regulagem de altura e profundidade, chave presencial, sete airbags, entre outros.

O motor 2.0 16v também não foi alterado, mantendo os 154 cv de potência (com etanol) e a transmissão automática do tipo CVT com simulação de sete marchas.


A título de curiosidade, a “parceria” de Zico com a Toyota é antiga. O Galinho de Quintino é dono de um cupê Celica 1983 com motor 2.0 de 145 cv, dado pela fabricante como prêmio de melhor jogador da partida em que o Flamengo bateu por 3 a 0 o Liverpool da Inglaterra pela decisão do Mundial de Clubes de 1981, no Japão. Zico esperou dois anos para receber o carro por conta da burocracia da legislação brasileira da época.

Fotos: Divulgação