Marca que mais vende SUVs no mundo, a Nissan pode voltar a comercializar o utilitário esportivo X-Trail no Brasil. Em entrevista concedida ao jornalista Rafael Miotto do portal G1 durante o Salão de Detroit, o CEO da fabricante na América Latina, Jose Luiz Valls, confirmou que o modelo será lançado na Argentina em março e “que no Brasil também será um sucesso”.

Em sua terceira geração (bem diferente da primeira vendida no Brasil no começo dos anos 2000), o X-Trail fica posicionado entre os modelos Qashqai e Murano no portfólio da Nissan no exterior. De porte médio, ele concorreria com o Chevrolet Equinox e as versões mais equipadas a diesel do Jeep Compass em nosso mercado – com preços variando entre R$ 150 mil e R$ 200 mil.

Mas o entrave para o X-Trail chegar por aqui com preços competitivos é o fato de não ter grandes vantagens para a importação, uma vez que é produzido na Coreia do Sul, Estados Unidos e Japão (de onde virá a versão para a Argentina). No entanto, esse cenário poderá ficar favorável com o fim do Inovar Auto e dos 30% extras de IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados).

Nissan X-Trail de primeira geração foi vendido no Brasil no começo dos anos 2000

Nissan X-Trail de primeira geração foi vendido no Brasil no começo dos anos 2000

Mas a faixa de preços do X-Trail também dependeria das configurações e pacotes de equipamentos escolhidos pela Nissan para o mercado brasileiro. Nos Estados Unidos, onde é chamado de Rogue, ele é oferecido com um motor de quatro cilindros de 2.5 litros a gasolina de 172 cv de potência e câmbio automático CVT. Na Europa, ele possui um 1.6 turbo de 163 cv a gasolina e duas opções turbodiesel: 1.6 de 130 cv e 2.0 de 177 cv com tração 4×4.

Medindo 4,64 metros de comprimento por 1,82 m de largura, 1,71 m de altura e 2,70 m de distância entre-eixos, o X-Trail tem porta-malas de 550 litros de capacidade e versão de sete lugares.

 Fotos: Divulgação