O mercado chinês é tão grande, que os atuais 175.800 emplacamentos do Chevrolet Onix no Brasil em 2017 não seriam suficientes para colocá-lo entre os 20 modelos mais vendidos no país asiático. Para se ter uma ideia, o carro preferido dos chineses, o Volkswagen Lavida, contabiliza mais de 415 mil unidades vendidas entre janeiro e novembro.

Além de colossal, o mercado de automóveis na China possui outras peculiaridades, como ter inúmeros veículos de fabricantes locais, clones de marcas famosas e até mesmo modelos modernos batizados com os nomes de carros que fizeram sucesso no Brasil nas décadas de 1980 e 1990.

A Ford, por exemplo, ressuscitou o nome Escort em 2015 em um sedã derivado da plataforma da segunda geração do Focus. Com porte e espaço interno semelhantes aos do nosso Chevrolet Cobalt, o Escort chinês compartilha o motor 1.5 de 115 cv e diversas peças de acabamento com o Ka. O modelo, que pode ser comprado com câmbio manual de cinco marchas ou automático de seis velocidades, é o 14º carro mais vendido na China em 2017 (cerca de 220.600 unidades).Já a Volkswagen eterniza o nome Santana em um sedã baseado na plataforma da penúltima geração do Polo. Rival do Escort, o modelo ganhou em 2015 uma versão hatch. O Santana pode ser equipado com um motor 1.4 turbo de 131 cv de potência. Atualmente, ele ocupa a 12ª posição do ranking de vendas na China (241.130 unidades).

 Fotos: Divulgação