O Opala tem uma história bastante rica no Brasil. A versão nacional baseada no Opel Rekord chegou ao mercado no final dos anos 60 e rapidamente ocupou um lugar de destaque no mercado. Desenho moderno e mecânica confiável sempre foram duas características apreciadas pelos consumidores do modelo.

Nos anos 70 ele ganhou novos equipamentos e também vimos o lançamento da Caravan, a perua que segmentou o mercado e também criou seu próprio nicho de admiradores. No início dos anos 80 chegaria a versão mais refinada, a Diplomata.

O carro da matéria é um exemplar de 1985 e traz pacote completo, incluindo a transmissão automática de 3 velocidades. Basicamente era tudo que uma polpuda conta bancária poderia comprar naquele ano. Semana que vem falaremos de algo que também marcou época mas no segmento das picapes. Até lá!

Renato Bellote é jornalista automotivo em São Paulo, redator da Revista Driver e editor-chefe da Garagem do Bellote TV. Sua paixão por carros começou no dia em que saiu da maternidade a bordo de um Dodge Charger R/T. (www.garagemdobellote.com.br)