A Volkswagen anunciou o seu retorno ao Campeonato Mundial de Rali (WRC) um ano depois do final da última temporada, quando deixou a categoria. Desta vez, a montadora alemã volta à competição em uma situação bem diferente. Em vez de colocar o próprio Polo R WRC para competir no WRC, a Volks vai oferecer outra versão do hatch para equipes de clientes.

Mostrado em um esboço, o novo Polo GTI R5 está sendo desenvolvido pelos construtores do modelo anterior, incluindo o diretor técnico da Volkswagen Motorsport, François-Xavier “FX” Demaison, e Gerard-Jan de Jongh, engenheiro de corrida do piloto francês Sebastien Ogier (campeão em 2016 pela própria Volkswagen).As especificações completas do Polo GTI R5 não foram anunciadas, mas o carro está sendo baseado no novo Polo GTI com um motor de quatro cilindros com turbo e injeção direta para gerar cerca de 270 cv de potência, enviados para as quatro rodas por meio do sistema de tração integral e um câmbio sequencial de cinco marchas.

“Com o Polo GTI R5 esperamos transferir nossa experiência de quatro títulos no WRC para nossos clientes com sucesso e oferecer um carro de corrida de primeira classe para inúmeros campeonatos de rali de séries nacionais para o WRC”, disse o diretor da Volkswagen Motorsport, Sven Smeets. “Antes da primeira corrida em 2018, faremos testes rigorosos com o Polo GTI R5 para garantir que esteja preparado para as condições de pista extremamente variadas em todo o mundo”, concluiu Smeets.

Uma vez lançado na segunda metade do próximo ano, o Polo GTI R5 se juntará ao carro de turismo Golf GTI TCR no crescente portfólio de clientes da Volkswagen. É um caminho bem sucedido para o Grupo Volkswagen, com outras divisões que oferecem carros de corrida a clientes, como o Lamborghini Huracan GT3, Bentley Continental GT3, Audi RS3 LMS, Porsche Cayman GT4 Clubsport, Seat Leon Cup e o Skoda Fabia R5, que compete na mesma categoria do Polo GTI R5.

Imagem: Divulgação