Lançado oficialmente em agosto deste ano como o segundo carro mais barato à venda no Brasil (o primeiro é o chinês Chery QQ de R$ 26 mil), o Renault Kwid sofreu o primeiro reajuste em sua tabela de preços.

A versão de entrada Life continua sendo oferecida por R$ 29.990, enquanto a intermediária Zen subiu de R$ 35.390 para R$ 36.490 (aumento de R$ 1.100). Já a topo de linha Intense teve o valor elevado de R$ 39.990 para R$ 40.490 (alta de R$ 500).

Todas as variantes do Kwid são equipadas com o mesmo conjunto mecânico, composto pelo motor SCe 1.0 de três cilindros que entrega 60/70 cv de potência e 9,4/9,8 kgfm de torque (gasolina/etanol), além de câmbio manual de cinco marchas.

Em setembro o Kwid foi o segundo carro mais vendido do País ao somar 10.359unidades emplacadas, atrás apenas do líder Chevrolet Onix. Já em outubro, o compacto da Renault despencou para a 17º colocação com 3.926 exemplares negociados. De acordo com a Renault, isso aconteceu pois o Kwid ficou cerca de três meses em pré-venda, o que gerou o acúmulo das entregas para setembro, elevando assim o volume na ocasião.

Não deixe de conferir o comparativo entre o Renault Kwid Zen e o Fiat mobi Like. Aproveite e clique aqui para conferir como poderia ser uma família (sedã, SUV e picape) baseada no compacto da Renault.

Projeção: Kleber Silva

Projeção do sedã da Renault baseado no Kwid (Crédito: Kleber Silva)

Imagens: Divulgação
Projeção:Kleber Silva