Fim do mistério: fotos do Ford Fiesta reestilizado vazam na internet

Conforme antecipado pela projeção do designer Kleber Silva, o Ford Fiesta brasileiro sofrerá uma atualização estética e de conteúdo para ficar mais competitivo diante da concorrência, tendo o Fiat Argo e o novo Volkswagen Polo como principais rivais – uma vez que a última geração, lançada em na Europa em 2016, não está prevista para chegar ao Brasil tão cedo.

Fotos do Fiesta reestilizado – supostamente tiradas na fábrica de São Bernardo do Campo (SP) – foram publicadas em um grupo de fãs e proprietários do modelo no Facebook, revelando as novas linhas do compacto. As mudanças são inspiradas no modelo europeu, com destaque para a nova grade frontal e a região dos faróis de neblina, ligados por um friso cromado que atravessa a parte inferior do para-choque.

Na traseira, que não foi fotografada, os retoques serão mais sutis. As lanternas ganharão novo arranjo de luzes, enquanto o para-choque será levemente redesenhado.

Também é possível ver no carro das fotos um ressalto sobre o painel, indicando que o Fiesta ganhará uma nova central multimídia – possivelmente o sistema SYNC 3 do EcoSport 2018. Além do equipamento, o Fiesta deverá receber as mesmas melhorias de acabamento promovidas no SUV, incluindo o painel com material macio ao toque e volante revestido de couro (este nas versões mais caras), entre outras melhorias.

Para deixar o Fiesta mais competitivo, a Ford adotará a mesma estratégia usada no EcoSport: oferecer um pacote de equipamentos de série mais completo, disponibilizando sete airbags e controles de estabilidade e tração desde as versões de entrada.Além do novo visual, o Fiesta 2018 atualizará a mecânica ao aposentar o motor Sigma 1.6 de quatro cilindros e o contestado câmbio automatizado de dupla embreagem Powershift. O conjunto será substituído pelo novo motor Dragon 1.5 de três cilindros, que gera até 137 cv de potência e 16,1 kgfm de torque com etanol, e a nova transmissão automática de seis marchas com conversor de torque.

Atualmente importado da Índia, o motor Dragon poderá ser fabricado no Brasil com o aumento da demanda.

Já a moderna motorização EcoBoost 1.0 turbo de três cilindros de 125 cv e 17,3 kgfm, por ora movida apenas a gasolina, deve ficar restrita às versões topo de linha do New Fiesta. Rumores da imprensa afirmam que este motor receberá a tecnologia bicombustível e, assim, beirar os 130 cv com etanol.

De acordo com uma fonte ligada à Ford consultada pelo Carsale, no próximo ano a marca lançará o Ka reestilizado e, finalmente, começará a importar o esportivo Mustang para o Brasil já em janeiro de 2018. Além disso, a Ford também está de olho no segmento de SUVs médios e estuda uma opção para este nicho, que ficaria posicionado entre o EcoSport e o Edge. O modelo mais indicado para essa categoria é o Kuga, derivado da plataforma do Focus.

Fotos: Grupo New Fiesta (Facebook)

Projeção:Kleber Silva, 25 anos, é designer gráfico, apaixonado por carros, miniaturas, filmes e músicas. Portfólio:https://www.behance.net/designerklebers

Redação: