O engenheiro norte-americano Jim Clarke, que trabalhou no desenvolvimento dos motores V8 modulares e Duratec V6 da Ford, patenteou um projeto que pode revolucionar os propulsores a combustão. O motor idealizado por Clarke promete otimizar a eficiência utilizando um turbocompressor por cilindro e dois corpos de borboletas para controlar a entrada de ar na admissão.

Segundo o engenheiro, um motor com essa concepção seria mais eficiente por utilizar pequenos turbos instalados bem próximos das válvulas de exaustão, que encheriam consideravelmente mais rápido cada cilindro de ar, proporcionando uma entrega imediata do torque máximo e resultando em respostas mais ágeis e menor consumo de combustível. Clarke diz ainda que o seu motor pode acabar com o atraso nas respostas do turbocompressor – conhecido como turbo lag.

Apesar do otimismo, o engenheiro disse à edição norte-americana da revista Car and Driver que o novo propulsor ainda não saiu do papel e nenhum protótipo foi construído.Ilustração: Car and Driver