VW Santana Executivo: série limitada com motor do Gol GTi tem estilo de sobra

Semanalmente trago histórias diferentes aqui na coluna. E os carros dos anos 80 e 90, meus contemporâneos, têm um lugar especial. O Volkswagen Santana é um deles. Lançado em 1984, logo de cara, agradou pelo desenho suave, com personalidade, além do conjunto mecânico bem acertado.

O Executivo chegaria no início dos anos 90 como algo bastante exclusivo. Rodas BBS, que podiam ter o miolo dourado, aerofólio discreto com brake light, bancos da Recaro e o motor de 2 litros injetado usado no Gol GTI. Essa era a receita perfeita para um público que buscava algo especial.

O exemplar da matéria traz o pacote completo com câmbio automático, não tão desejado na época como hoje, mas que aumentava substancialmente o valor na nota fiscal. E a soma do conjunto, sem dúvidas, faz do Santana um dos melhores carros que já tivemos na história da indústria nacional. Nos vemos semana que vem!

Renato Bellote é jornalista automotivo em São Paulo, redator da Revista Driver e editor-chefe da Garagem do Bellote TV. Sua paixão por carros começou no dia em que saiu da maternidade a bordo de um Dodge Charger R/T. (www.garagemdobellote.com.br)

Renato Bellote: