A Honda mostra no Salão de Frankfurt o Fit reestilizado, que começa a ser vendido no mercado europeu em novembro. Além do visual retocado (um pouco diferente dos modelos americano e brasileiro), o monovolume ganha mais uma motorização no Velho Continente.

A marca japonesa diz que o propulsor 1.5 i-VTEC a gasolina de 130 cv de potência tem consumo médio combinado de 18,5 km/l quando associado com a transmissão CVT, que foi revisada para “oferecer respostas mais lineares nas acelerações”. O Fit europeu mantém a 1.3 i-VTEC de 102 cv para quase todas as versões.

Na configuração Sport, disponível apenas com o motor 1.5, o Fit recebe o kit Dynamic, que incrementa o visual com para-choques mais agressivos, saias laterais, aerofólio sobre a tampa do porta-malas, faróis de LED e rodas de liga leve de 16 polegadas pintadas de preto. O interior recebe volante e manopla do câmbio com costuras alaranjadas.

Entre os principais equipaments estão a frenagem ativa na cidade, faróis com acendimento automático, controle de cruzeiro, alertas de colisão frontal e de mudança de faixa, reconhecimento de placas de trânsito, chave presencial e central multimídia com tela de 7 polegadas e câmera de ré.

Fotos: Newspress e Divulgação