A Volkswagen do Brasil registrou um aumento de 62% nas exportações nos primeiros oito meses de 2017, em comparação com o mesmo período de 2016. Foram 113.247 unidades exportadas esse ano, contra 70.108 no ano passado. O Gol, modelo mais exportado, vendido e produzido da história do mercado nacional, também apresentou crescimento, com aumento de 84% nos embarques no período, com um total de 55.527 unidades exportadas.

“Continuamos a ter enorme relevância para as exportações brasileiras, com um ritmo de crescimento bastante forte, de 62% no acumulado de 2017. Temos intensificado nossos contatos com os mercados das regiões da América do Sul e América Latina para manter o bom desempenho, que impulsiona os resultados de todo o setor”, diz o Presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul (SAM), David Powels.

Os mercados que mais receberam os veículos produzidos pela Volkswagen do Brasil foram Argentina, onde a marca tem sido líder de vendas há alguns anos, e o México, seguido pelo Uruguai, Chile, Colômbia e Bolívia. O modelo mais exportado nos primeiros oito meses de 2017 continua sendo o Gol, com 55.527 unidades embarcadas, seguido pela Saveiro, com 17.604 unidades, o Voyage, com 16.949 unidades, e o up!, com 16.076 unidades.

A Volkswagen foi a maior exportadora do setor automotivo em 2016, com 107.322 unidades embarcadas para 16 países. O modelo mais exportado em 2016 foi o Gol, com 49.911 unidades, seguido do up! (20.318), Voyage (17.512), Saveiro (12.443). Em toda a sua história, a Volkswagen já exportou mais de 3,5 milhões de veículos para 147 países. O primeiro embarque de veículos para mercado no exterior, foi realizado em 1970, quando foram exportadas 13 unidades dos modelos Kombi e Variant, com destino ao México e países da América do Sul.