Renault Captur 1.6 CVT encara o “primo” Nissan Kicks nacional

O Renault Captur estreou no mercado brasileiro em fevereiro, mas só no mês de junho conquistou condições reais de brigar por uma posição melhor no ranking de vendas dos SUVs compactos após ganhar duas versões equipadas com motor 1.6 16V de 120 cv e câmbio automático CVT. São elas, a Zen (R$ 84.900) e a Intense (R$ 88.400), que segundo a Renault, serão as versões responsáveis por 60% das vendas do Captur daqui para frente. Até então, quem quisesse adquirir uma configuração do SUV com transmissão automática tinha de optar pela topo de linha Intense com motor 2.0 16V de 148 cv e a arcaica caixa de quatro marchas (R$ 91.900), ambos herdados do Duster.

Para desafiar o Captur Intense 1.6 CVT na disputa pelos consumidores que ainda não escolheram um SUV para colocar na garagem, convocamos o Nissan Kicks SV (R$ 85.600), fabricado no Brasil desde maio (antes era importado do México). Embora sejam projetos da Aliança Renault-Nissan e compartilhem motor e transmissão, com pequenas diferenças de ajustes, os dois SUVs mostram no uso diário que têm pouca coisa em comum.

Enquanto o Captur se destaca pelo visual chamativo, o Kicks compensa a aparência mais discreta com uma dirigibilidade melhor acertada. Ambos são confortáveis, porém o Nissan é mais esperto no trânsito urbano e transmite maior segurança ao motorista por rolar menos nas curvas e nas mudanças de trajetória. A direção elétrica mais leve e precisa do Kicks também faz a diferença nas manobras quando comparada com o sistema eletro-hidráulico do Captur.Os dois SUVs trazem sob o capô o motor 1.6 16V de origem Nissan. No Kicks o propulsor conta com duplo comando variável de válvulas na admissão e no escape, entregando 114 cv de potência e 15,5 kgfm de torque com gasolina e/ou etanol. Já a versão que equipa o Captur gera 118 cv com gasolina e 120 cv com etanol, mesmo com variação de comando apenas na admissão. O torque máximo de 16,2 kgfm é atingido com qualquer um dos combustíveis.

Por ser 153 quilos mais leve, o Kicks tem comportamento mais ágil e até parece ser mais potente que o Captur. E essa diferença de peso foi fundamental para o Nissan superar o rival nos testes de consumo e desempenho realizados pelo Instituto Mauá de Tecnologia (veja a tabela com os números do testes abaixo). Em contrapartida, o tanque de combustível de apenas 41 litros (9 litros a menos que o do Captur) limita a autonomia do Kicks em viagens mais longas.

Apesar de ter perdido para o Kicks na maioria dos testes de pista, o Captur 1.6 CVT superou o rival na prova de consumo rodoviário com etanol (12,5 km/l contra 11,2 km/l do Nissan) e ainda foi consideravelmente mais econômico que a versão Intense 2.0 automática na cidade (10,4 km/l com gasolina e 7,5 km/l com etanol ante 8,2 km/l e 5,7 km/l, respectivamente).Mesmo não sendo tão afinado quanto no Nissan, o novo conjunto mecânico deixou o Captur muito mais agradável de guiar que a versão 2.0 automática. Além de não ser tão sedento no consumo, o motor 1.6 é mais silencioso e menos áspero que o propulsor mais potente. Sem contar que a transmissão CVT tem funcionamento mais suave e preciso que a defasada caixa de quatro velocidades da configuração mais cara.

Além de se destacar do Captur na dinâmica, o Kicks também é superior em ergonomia e acabamento interno. Os comandos do Nissan estão à mão do motorista e a qualidade dos materiais contrasta com a simplicidade dos plásticos rígidos usados no Renault. Em termos de espaço, ambos acomodam bem quatro adultos e levam praticamente a mesma quantidade de bagagem no porta-malas: 437 litros no Captur e 432 litros no Kicks.Tanto o Captur Intense 1.6 CVT quanto o Kicks SV são equipados de série com ar-condicionado automático (digital no Nissan), chave presencial com partida por botão no painel, central multimídia com GPS e câmera de ré, rodas de liga leve de 17 polegadas, entre outros itens. Mas só o Renault traz piloto automático. Em termos de segurança, ambos saem de fábrica com Isofix para duas cadeirinhas infantis, controles de estabilidade e tração, assistente de partida em rampas e os obrigatórios airbags frontais. No entanto, só o Captur possui de série as luzes diurnas de LED, faróis com acendimento automático, sensor de chuva, faróis de neblina com iluminação de curva e as bolsas infláveis laterais – disponíveis no Kicks no pacote Plus (R$ 2 mil), que acrescenta airbags de cortina e bancos de couro (o revestimento custa R$ 1.500 no Renault). A pintura metálica laranja Ocre com teto preto do Captur das fotos é oferecida por R$ 2.900. Mas pelo o que custam, bem que os dois modelos poderiam vir com freios a disco nas rodas traseiras.Com o moderno câmbio automático CVT, o Captur, enfim, ganhou as versões que faltavam para tirar um pouco da tranquilidade dos rivais. E ainda ficou mais eficiente e agradável de dirigir que a variante topo de linha Intense 2.0 automática, que não justifica os R$ 3 mil cobrados a mais pelo conjunto mecânico defasado. Superior em praticamente todos os quesitos, o Kicks SV é um carro mais acertado que o Captur, provando que vale a pena desembolsar os R$ 2 mil pedidos pelo pacote Plus para se equiparar ao rival em equipamentos de segurança.

Renault Captur Intense 1.6 CVT

Teste Carsale-Mauá
Gasolina
Etanol
Consumo cidade10,4 km/l7,5 km/l
Consumo estrada15 km/l12,5 km/l
0 a 60 km/h6,04 segundos5,91 segundos
0 a 100 km/h14,23 segundos13,81 segundos
0 a 120 km/h21,11 segundos20,31 segundos
Retomada 40 a 100 km/h10,66 segundos10,15 segundos
Retomada 80 a 120 km/h11,43 segundos10,71 segundos
Aceleração em 400 metros19,44 segundos - 116,41 km/h19,25 segundos - 117,79 km/h
Aceleração em 1000 metros35,80 segundos - 145,07 km/h35,38 segundos - 147,18 km/h
Frenagem 100 a 0 km/h51,8 metros51,8 metros

Nissan Kicks SV 1.6 CVT

Teste Carsale-Mauá
Gasolina
Etanol
Consumo cidade11,6 km/l8,3 km/l
Consumo estrada15,8 km/l11,2 km/l
0 a 60 km/h5,88 segundos5,39 segundos
0 a 100 km/h13,25 segundos12,07 segundos
0 a 120 km/h19,59 segundos17,64 segundos
Retomada 40 a 100 km/h9,71 segundos8,97 segundos
Retomada 80 a 120 km/h11,07 segundos9,52 segundos
Aceleração em 400 metros19,09 segundos - 118,63 km/h18,43 segundos - 122,16 km/h
Aceleração em 1000 metros35,26 segundos - 145,30 km/h34,08 segundos - 151,29 km/h
Frenagem 100 a 0 km/h51,3 metros51,3 metros

Ficha técnica

Renault Captur Intense 1.6 CVT
Nissan Kicks SV 1.6 CVT
CarroceriaMonobloco em aço, cinco portas, cinco lugaresMonobloco em aço, cinco portas, cinco lugares
MotorDianteiro, transversal, injeção multiponto, duplo comando de válvulas variável na admissão acionado por corrente, a gasolina e/ou etanolDianteiro, transversal, injeção multiponto, duplo comando de válvulas variável na admissão e escape acionado por corrente, a gasolina e/ou etanol
Número de cilindrosQuatro em linhaQuatro em linha
Número de válvulas16 (quatro por cilindro)16 (quatro por cilindro)
Taxa de compressão10,7:110,7:1
Cilindrada1.597 cm³1.598 cm³
Potência 118/120 cv a 5.500 rpm (gasolina/etanol)114 cv a 5.600 rpm
Torque 16,2 kgfm a 4.000 rpm15,5 kgfm a 4.000 rpm
TransmissãoAutomática tipo CVT com simulação de seis marchasAutomática tipo CVT com simulação de seis marchas
TraçãoDianteiraDianteira
DireçãoEletro-hidráulicaElétrica
Suspensão dianteiraIndependente tipo McPhersonIndependente tipo McPherson
Suspensão traseiraEixo de torçãoEixo de torção
Pneus e rodas 215/60 R17, liga leve de 17 polegadas205/55 R17, liga leve de 17 polegadas
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBDDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosTambores com ABS e EBDTambores com ABS e EBD
Tanque de combustível 50 litros41 litros
Volume do porta-malas 437 litros432 litros
Altura1,61 m1,59 m
Comprimento4,32 m4,29 m
Largura1,81 m1,76 m
Entre-eixos 2,67 m2,61 m
Peso em ordem de marcha1.286 kg1.133 kg
Carga útil449 kg427 kg
OrigemSão José dos Pinhais (PR)Resende (RJ)

Fotos: Divulgação

Guilherme Silva: Editor-assistente. Gosta de carros e acompanha o universo automotivo desde que se conhece por gente. É fã de modelos compactos e práticos, mas não se importa quando precisa avaliar um utilitário no fora-de-estrada ou acelerar um superesportivo num autódromo.