A Mercedes-Benz Classe X é a primeira picape média de uma marca de luxo, mas também terá uma versão voltada para o trabalho para honrar a tradição da marca alemã no segmento de veículos comerciais. Batizada de Pure, a configuração de entrada da Classe X tem aparência de carro popular, contrastando com as variantes mais sofisticadas mostradas durante a apresentação.

A versão “basicona” da Classe X será vendida na Europa ainda este ano por 37 mil euros (cerca de R$ 133 mil em conversão simples). Com vocação para pegar no batente, a picape perde os adereços cromados e sai de fábrica com para-choques, retrovisores e maçanetas sem pintura. As rodas de aço de 17 polegadas trazem apenas uma pequena calota plástica para proteger os parafusos, enquanto o santantônio da caçamba é feito com barras tubulares. Há faróis de dupla parábola e de neblina como na versão intermediária Progressive, mas as lanternas perdem a iluminação de LED.

O acabamento da cabine é predominado por plástico rígido e os bancos são revestidos com tecido mais simples no lugar do couro das versões mais caras. O ar-condicionado digital de duas zonas dá lugar ao climatizador analógico e a central multimídia com comandos táteis no console é substituída por um sistema com menos recursos e tela menor sobre o painel.A Classe X Pure terá à disposição os motores de quatro cilindros da Nissan: X 200 (2.0 turbo a gasolina de 166 cv de potência e 24 kgfm de torque), X 220d (2.0 turbodiesel de 163 cv e 41 kgfm) e X 250 (2.3 turbodiesel de 190 cv e 46 kgfm, o mesmo da Frontier). As transmissões serão manual de seis marchas ou automática de sete velocidades, com opções de tração 4×2 (traseira) ou 4×4.

A picape tem capacidade de carga de 1.049 kg e pode rebocar entre 1.650 kg a 3.500 kg, dependendo da versão.

O propulsor 3.0 V6 turbodiesel de 258 cv e 56,1 kgfm da própria Mercedes-Benz, combinado ao sistema de tração integral 4Matic e ao câmbio automático de sete marchas 7G-Tronic, será exclusivo da luxuosa versão topo de linha Power.Embora compartilhe o chassi com a Nissan Frontier, a Classe X terá uma estrutura reforçada para suportar o maior peso e a potência superior do motor V6 e, consequentemente, melhorar a dinâmica da picape tanto no asfalto como no fora-de-estrada. Além disso, todas as versões da Classe X serão equipadas com freios a disco nas quatro rodas.

Fotos: Divulgação