Com a chegada do inverno o motorista deve ficar atento ao funcionamento de alguns itens do carro para evitar surpresas. Ar-condicionado, bateria, pneus e palhetas são alguns componentes que devem ser checados.

É possível que em dias frios aconteçam dificuldades na hora de dar a partida do veículo. Nesses casos, é importante não insistir demais para fazer o veículo pegar, pois a bateria pode descarregar rapidamente.

Outra ponto que merece atenção são os aditivos e óleos utilizados. “Em temperaturas baixas, os aditivos do carro têm uma função extremamente importante que é de evitar a corrosão de várias partes do sistema de arrefecimento. Com o frio, é indicado que o motorista use um óleo lubrificante menos viscoso recomendado pelo manual do proprietário, pois eles facilitam a lubrificação nos primeiros momentos de funcionamento do motor”, comenta Gerson Burin, coordenador técnico do Cesvi Brasil (Centro de Experimentação e Segurança Viária).

Confira abaixo cinco dicas para evitar ter problemas com o carro no inverno:

  • Reservatório de partida a frio: em carros bicombustível ou a álcool existe o reservatório de partida a frio para o motor. Mantenha esse reservatório cheio com gasolina, preferencialmente aditivada, para garantir uma partida mais rápida sem consumir demais a bateria do veículo.
  • Pneus: verifique a pressão de cada um dos pneus de acordo com a calibragem recomendada pelo fabricante no manual do veículo e lembre-se de fazer a verificação sempre com o pneu frio.
  • Ar-condicionado:  crie o hábito de limpar e substituir o filtro do ar-condicionado para retirar todos os contaminantes externos, acumulados ao longo tempo. Não existe um prazo de quilômetros rodados aconselhado para a troca do filtro, por isso é importante procurar um mecânico de confiança.
  • Luzes e palhetas: avalie e verifique o funcionamento correto das luzes traseiras, lâmpadas de sinalização, luzes de freio, faróis, luzes de condução e também das palhetas que ajudam na visibilidade do veículo.
  • Motor: Evite acelerações com rotações muito altas logo ao dar a partida no motor. O correto é de que ele atinja a temperatura ideal de trabalho para garantir a lubrificação eficiente em todo o sistema seu sistema.

Fotos: Divulgação