A Volkswagen anunciou nesta quarta-feira (3) que irá exportar 250 mil motores fabricados na unidade de São Carlos (SP) para o México. O acordo de exportação conta com investimentos de aproximadamente R$ 50 milhões – o aporte é adicional aos R$ 460 milhões anunciados em 2015.

O propulsor em questão é o 1.4l TSI que irá equipar os modelos Jetta, Golf e Golf Variant produzidos na fábrica mexicana localizada na cidade de Puebla. O início da exportação para a fábrica mexicana está previsto para começar no o segundo semestre de 2017 e se estenderá até 2020.

A fábrica de São Carlos já havia sido selecionada, em 2015, dentre todas as operações da marca no mundo para exportar blocos de motores 1.0l da família EA211 para a produção de propulsores que equipam os modelos Polo e up! na Europa.

“A fábrica de São Carlos tem recebido aportes constantes para a modernização de seus processos para a fabricação de novos produtos, tornando-a ainda mais competitiva e estratégica para o Grupo Volkswagen”, disse David Powels, presidente e CEO da Volkswagen do Brasil e América do Sul (SAM)”.

Com mais de 10 milhões de motores produzidos em seus 20 anos de atividades, completados em outubro de 2016, a unidade é responsável pela produção dos propulsores da família EA211 nas versões 1.0l MPI, 1.0l TSI, 1.4l TSI e 1.6l MSI, que equipam os modelos up!, cross up!, Fox, CrossFox, SpaceFox, Space Cross, Golf, Novo Gol, Novo Voyage, Nova Saveiro e Nova Saveiro Cross. Em São Carlos, também é fabricado o consagrado EA111 1.6l, presente nos modelos Gol, Fox, Voyage, SpaceFox e Saveiro. Para o mercado brasileiro, 100% dos produtos recebem a tecnologia bicombustível Total Flex. Para o mercado externo são produzidos motores a gasolina.

Fotos: Divulgação