A Fiat está, aos poucos, revelando detalhes a respeito do Argo, hatchback que chegará para substituir o Punto. Desta vez, a marca italiana divulgou um comunicado para explicar como é o processo de escolha dos nomes de seus carros e o significado de Argo.

Para batizar os carros várias áreas da Fiat, como Brand, Design e Pesquisa, participam do processo. Após nomear um time que terá a missão de escolher o nome, a área de Brand faz um briefing com informações detalhadas sobre o modelo, categoria de mercado, diferenciais, concorrentes, entre outros detalhes.

Em seguida, inicia-se uma imersão e cada etapa está descrita no “Naming Concept Method”, que indica o caminho para a criação dos nomes dos carros e também suas versões. O resultado dessa imersão é uma lista com 10 nomes – todos perfeitamente aplicáveis ao novo carro e justificados pelos motivos que o levaram à indicação. Os nomes que não foram usados podem passar a nomear versões do veículo ou até futuros carros. Toro e Mobi, por exemplo, já foram criados seguindo o “Naming Concept Method”.

A Fiat explica que o nome Argo remete ao mito grego de Jasão e aos Argonautas que viajavam a bordo da nau Argo, construída pelo semideus Argos, sob orientação da deusa Atena. Depois de cumprida sua missão, Argo foi consagrado a Poseidon e se transformou na Constelação de Argo.

Foto: Divulgação / Bruno Baracat