A Ford está lançando o Fusion reestilizado na Argentina, onde é conhecido como Mondeo (nome também utilizado na Europa). O sedã grande começa a ser vendido no país vizinho nas versões SEL e Titanium, equipadas com o motor EcoBoost 2.0 turbo, câmbio automático de seis velocidades e tração dianteira.

O Fusion/Mondeo é importado do México com visual e configuração de equipamentos idênticos aos do carro comercializado por aqui. A principal diferença está sob o capô. Enquanto na versão “brasileira” o 2.0 turbo entrega 248 cv de potência e 38,2 kgfm de torque, no modelo que chega à Argentina o propulsor gera 240 cv e 35 kgfm, respectivamente.

No Brasil ainda há as versões Titanium AWD com tração integral, a SE 2.5 flex (175 cv) e a Titanium Hybrid (190 cv).

Desde o ano passado, o Fusion é equipado com o seletor rotativo E-shifter, que substitui a alavanca de câmbio convencional. O sedã conta ainda com oito airbags, central multimídia SYNC 3 com sistemas Apple CarPlay e Android Auto, rodas de 18 polegadas, entre outros itens. Na versão topo de linha Titanium há o acréscimo de controle de cruzeiro adaptativo, alerta de colisão frontal com frenagem de emergência, detecção de pedestre, monitoramento de ponto cego, sensor de fadiga do motorista e assistente de estacionamento automático.

Na Argentina, o Mondeo parte de 646.900 pesos (cerca de R$ 127.900) na versão SEL e 764.700 pesos (R$ 151 mil) na Titanium. No Brasil, os preços vão de R$ 124.700 (SE 2.5 flex) a R$ 163.700 (Titanium Hybrid).

Fotos: Divulgação