O filtro de combustível tem uma enorme importância para manter o motor do carro com bom desempenho e evitar problemas mecânicos, pois protege o sistema de injeção (ou carburador nos modelos mais antigos) contra partículas, água e outras impurezas que podem estar no tanque ou no próprio combustível. Para evitar danos ao veículo, o componente deve estar entre as prioridades na manutenção preventiva.

O ideal é que o filtro de combustível seja substituído de acordo com a recomendação do fabricante do veículo. Se essa instrução não for respeitada pelo proprietário, um filtro velho e ineficiente pode ocasionar danos nos bicos injetores na bomba de combustível. “No caso de um carro popular, o reparo desses componentes pode variar entre R$ 300 a R$ 450, além do tempo que o veículo terá de ficar parado na oficina”, diz André Causs, que trabalha no desenvolvimento de produto da WIX Filters Brasil. “Trocar o filtro de combustível pode custar menos que a revisão completa do sistema. Além de ser uma economia de quase 85% no valor, a manutenção feita em dia prolonga a vida útil do motor”, explica.

Outro problema que pode ocorrer pela falta de manutenção no filtro é a perda de potência do motor devido à mistura irregular de ar com o combustível. Se o motor envia mais ar para a câmara de combustão, o motorista aumenta a aceleração para tentar compensar essa perda de potência, o que acaba elevando o consumo de combustível. “O preço do combustível tem variado muito e não ter a manutenção do veículo em dia pode pesar no bolso do consumidor que abastece com frequência”, alerta Causs.

O especialista também ressalta a importância de trocar o filtro de acordo com o manual do fabricante do veículo, dando preferência para produtos fabricados inteiramente em plástico de qualidade, uma vez que componentes metálicos podem ser corroídos pelo combustível e, consequentemente, liberar resíduos de ferrugem no motor.