O Renault Captur será lançado no mercado brasileiro na semana que vem como uma opção mais refinada ao Duster, mas a marca francesa não deixará o modelo veterano de lado. Segundo a reportagem do site da revista Carro, apurada pelo jornalista Rodrigo Ribeiro, o SUV ganhará um câmbio automático CVT no ano que vem.

A nova transmissão equipará as versões 1.6 do Duster na linha 2019 – enquanto não chega a nova geração, que estreará na Europa nos próximos meses. Com o novo câmbio, o Duster terá o mesmo conjunto mecânico que equipa a versão intermediária do Captur e o Nissan Kicks.

No Duster, o bloco 1.6 16V é recalibrado gerar 118 cv de potência com gasolina e 120 cv quando abastecido com etanol (contra 114 cv do Kicks).

Com a oferta da caixa CVT, a Renault espera atingir o público interessado em um SUV automático que ainda não possui condições de adquirir um modelo na faixa dos R$ 90 mil. Atualmente, apenas o Ford EcoSport e o Hyundai Creta possuem duas motorizações flex com transmissão automática.

Foto: Divulgação