Considerado um dos carros mais caros do mundo, o Bugatti Chiron custa a partir de US$ 2,7 milhões, o equivalente a R$ 8,4 milhões em uma conversão direta. Mesmo que você seja um endinheirado e queira comprar uma das 70 unidades do exótico modelo da marca francesa, é preciso ter paciência para esperar até nove meses (no mínimo, seis meses) para que ele seja fabricado, dependendo do nível de personalização desejado.

Para ter uma ideia da complexidade de sua fabricação, o Chiron conta com 23 opções de cores para a carroceria, 8 variantes de fibra de carbono, 31 tonalidades de couro para os acabamentos, 8 cores do tecido Alcantara, 30 tipos de costuras, 18 modelos de tapeçaria e 11 cores para os cintos de segurança. Mas as combinações não param por aí. Também é possível customizar logotipos, encosto de cabeça, entre vários outros detalhes.

A fabricação do Chiron, considerada quase artesanal, acontece em local chamado pela marca de “ateliê”, em Molsheim, na França. Lá também foram feitos os icônicos exemplares do aposentado Veyron. Sede da marca desde a sua criação, em 1909, o “ateliê” possui mais de 1.000 metros quadrados.

Atualmente cerca de 20 funcionários são responsáveis pela fabricação do supercarro equipado com o furioso motor 8 litros e 16 cilindros dispostos em forma de um W, capaz de entregar incríveis 1.500 cv de potência. O propulsor é associado a uma transmissão automatizada de dupla embreagem e 7 velocidades.

Durante o processo de fabricação, o Chiron precisa passar por 12 estações, sendo que a primeira é onde acontece a associação do motor ao câmbio. Após o ajuste do torque para 163,14 kgfm a 2.000 rotações, o conjunto está aprovado. Cada unidade do supercarro é composta por de 1,8 mil partes, que são montadas por pessoas, ou seja, sem o auxílio de robôs.

Após várias etapas e testes no dinamômetro e de vazamento de água, o produto final vai para as mãos de pilotos de teste que têm a missão de rodar por 300 km, em alguns momentos atingindo velocidade de até 250 km/h. Vale destacar que e a aceleração de 0 a 100 km/h é de 2,5 segundos, de acordo com a fabricante.

Como o processo de fabricação do Chiron é complexo, exclusivo e leva bastante tempo, a Bugatti autoriza o futuro proprietário a visitar a linha de produção algumas vezes. É possível, inclusive, que o cliente “ajude” na fabricação do próprio carro.

As primeiras entregas do Chiron serão feitas ainda neste trimestre.

Veja também a miniatura oficial do Bugatti Chiron está à venda por US$ 10 mil.

Fotos: Divulgação