As apreensões do Comando de Policiamento de Trânsito da Capital e do Departamento Estadual de Trânsito de São Paulo tem chamado atenção nos últimos meses. Depois de um Fiat Uno com R$ 9 milhões em débitos e um Volkswagen Gol com mais de R$ 16 milhões em dívidas, as autoridades apreenderam um Honda Fit com R$ 5 milhões pendentes.

O Honda Fit está registrado na capital e pertence a uma empresa. No total, o carro tem R$ 5.180.952,37 só em infrações de trânsito. São 1.379 multas municipais, a maioria delas referente a excesso de velocidade e descumprimento do rodízio municipal de veículos. A apreensão ocorreu durante fiscalização na rua Maria Figueiredo, região central de São Paulo.

Boa parte dos débitos ocorre porque a pessoa jurídica proprietária do veículo não indicou o condutor que cometeu as infrações. Nesse caso, a legislação federal de trânsito prevê que uma multa com o valor multiplicado pelo número de vezes que aquela mesma infração se repetiu nos últimos 12 meses. Ou seja, se o veículo foi multado por avançar o sinal vermelho dez vezes no último ano, será aplicada um multa por não indicação de condutor no valor de R$ 2.934,70 — o valor original de R$ 293,47 multiplicado por dez.

Com a apreensão, o Honda Fit será leiloado. O valor arrecadado será descontado do total de débitos, ficando o restante da dívida em nome do proprietário.

Entre novembro e dezembro de 2016, a equipe de fiscalização apreendeu cinco veículos com pendências milionárias. Juntos, eles totalizam R$ 38,6 milhões em multas, taxas e impostos e mais de 7.300 infrações municipais. Todos eles foram apreendidos por falta de licenciamento anual.