Volkswagen Brasília é histórica e faz sucesso até na escala 1:64

O Fusca apresentava os efeitos da idade no início dos anos 1970, suas linhas simples continuavam bonitas, mas já não chamava tanta atenção dos consumidores que desejavam algo inteiramente novo. Diante disso, a marca alemã lançou em 1974 o Golf com um desenho quadrado e motor dianteiro, que era o oposto do velho besouro. A proposta agradou e o hatch permanece em linha até os dias atuais, chegando a sete gerações e uma família composta também por sedã e perua.

No Brasil, o caminho seguido foi diferente, a filial apostou em um projeto próprio com linhas retas, bom espaço interno, barato para adquirir, fácil de manter e que utilizasse motor traseiro com refrigeração a ar. Assim nasceu a Brasília, cujo nome era uma homenagem a capital do país.

Outra curiosidade é que o carro foi classificado pela Volks como uma perua, em função da terceira porta (diga-se, tampa do porta-malas). De acordo com a legislação da época, pagou menos encargos tributários por ser considerada um utilitário. Mas, na prática, a Brasília é um hatchback como o Gol.

A Brasília chegou às lojas em 1973 com preço ligeiramente acima do Fusca. A dianteira acomodava o bagageiro e o estepe, o interior comportava quatro pessoas e, na traseira, o motor, que inicialmente era um 1.6 com quatro cilindros de 60 cv de potência. Não era dos mais potentes, mas atendia as necessidades da época.

Com o passar dos anos, o carro recebeu pequenas melhorias no acabamento, mostradores no painel, um segundo carburador que aumentou a potência para 65 cv. Houve também o acréscimo de uma versão com motor movido a álcool.

Ainda assim, as mudanças não foram suficientes para enfrentar os novos concorrentes, como o Chevrolet Chevette e o Fiat 147 – além do próprio Fusca. Dessa forma, a Brasília deixava a linha de produção em março de 1982 com mais de um milhão de exemplares produzidos.

A versão em miniatura

Na escala 1:64, apenas a norte-americana Hot Wheels reproduziu a nossa Brasília. O modelo apareceu pela primeira vez em 2011 na sua linha básica, com visual inspirado em carros de track day. Para-choques envolventes, suspensão traseira ligeiramente levantada e interior com bancos dianteiros e a gaiola de segurança. Mesmo assim, os elementos que a representam estão presentes como, os faróis duplos, as entradas de ar laterais e as grandes lanternas na traseira.

Entre os colecionadores a miniatura fez muito sucesso e dividiu opiniões entre aqueles que desejavam algo fiel ao original e aqueles que gostaram do perfil esportivo. Encontrá-la nas lojas físicas atualmente não é mais possível, já na internet é fácil, existem vários anunciantes e preços variados.

Fotos: Doalcey Rocha

Doalcey Rocha: