As mudanças na linha Audi durante 2016 valeram a pena para a marca alemã, uma vez que a empresa das quatro argolas anunciou que quebrou o seu recorde de vendas no ano passado: foram 1.871.350 veículos vendidos, 3,8% a mais que em 2015. Os mercados mais promissores foram o europeu, com crescimento nas vendas foi de 7,6%, seguido pelos 5,3% registrados na América do Norte.

O sedã A4 foi o Audi mais vendido em 2016, com 337.550 unidades comercializadas no mundo. No entanto, o modelo o SUV Q7 registrou um crescimento de 43,6% graças ao lançamento da segunda geração (102.200 unidades vendidas). O superesportivo R8 também teve um aumento de 31,8% nas vendas, 2.890 unidades entregues.

No Brasil, os números recuaram. A Audi viu as suas vendas caírem 29,9% em comparação com 2015. Foram 12.011 emplacamentos em 2016 contra 17.130 do ano anterior. No mês de dezembro a queda foi ainda maior: 554 unidades vendidas contra as 1.309 do mesmo mês de 2015 (57,7% a menos).