Em 1958, a Suécia chegou pela primeira vez em uma final de Copa do Mundo, perdendo para o Brasil. Quatro anos depois, em 1962, uma empresa sueca sofreu um grande golpe, a Volvo não teve o carro mais vendido do país, perdendo o posto para o Volkswagen Fusca. Desde então, a Suécia nunca mais chegou a uma final de Copa do Mundo e a Volvo nunca mais perdeu o posto de carro mais vendido no país.

Ao menos não até 2016 e novamente para a Volkswagen. O Golf foi o veículo mais vendido do país com cerca de 372 mil unidades, de acordo com a BBC. O hatch alemão ficou com 5,9% do mercado enquanto os Volvo V70, S90 e V90 juntos somaram 5,7% do total de vendas.

Ainda segundo a publicação britânica, a derrota se deu principalmente pelo fim da produção da perua V70, o modelo mais popular da Suécia nos últimos 20 anos. No entanto, a Volvo segue na liderança geral com 21,5% do mercado, a Volkswagen tem 15,7%.