Se no último ano a Ford retornou às pistas com o GT, em 2017 os brasileiros terão mais um motivo para ficarem atentos. O brasileiro Tony Kanaan será um dos pilotos da marca nas 24 horas de Daytona, no final de janeiro.

A prova marcará a volta das quatro unidades do GT para as pistas, fato que não acontecia desde a vitória nas 24 Horas de Le Mans, em junho de 2016. A presença do time completo faz parte do esforço para ampliar o retrospecto de vitórias do supercarro. Nos anos 60, os pioneiros GT40 venceram as corridas de resistência mais importantes do mundo, incluindo as 24 Horas de Daytona, as 12 Horas de Sebring e as 24 Horas de Le Mans.

Tony Kanaan foi escalado para o Ford GT número 69, ao lado de Harry Tincknell e Andy Priaulx, que disputam o Mundial de Endurance da FIA. O carro 66 será pilotado por Joey Hand, Dirk Muller e Sebastien Bourdais e o 67 terá Ryan Briscoe, Richard Westbrook e Scott Dixon no cockpit. Ambos disputam em tempo integral o campeonato WeatherTech United SportsCar, nos EUA. A outra dupla do mundial de endurance, Olivier Pla e Stefan Mucke, terá a companhia de Billy Johnson no carro 68.

Na temporada 2017, a Ford Chip Ganassi Racing continuará a competir com quatro Ford GTs, dois no Campeonato IMSA WeatherTech SportsCar na América do Norte e dois no Campeonato Mundial de Endurance.