Após “forçar” a Ford a desistir de um investimento de US$ 1,6 bilhão no México e ameaçar cobrar mais impostos da Chevrolet por conta da importação do Cruze, Donald Trump resolveu atacar outra fabricante automotiva com planos para o país vizinho.

A vítima da vez foi a Toyota, que pretende fabricar o Corolla no México e exportar para os Estados Unidos. Donald Trump usou as redes sociais para dizer que não aceitara isso de maneira alguma e, assim como disse à GM, ameaçou “faça a fábrica nos Estados Unidos ou pague um grande imposto de importação”.

Se a Ford cancelou seus planos e a Chevrolet apenas se explicou para o futuro mandatário, a Toyota permaneceu em silêncio, ao menos até o fechamento desta nota. No entanto, logo em seguida, as ações da Toyota que transacionam em Nova Iorque (American Depositary Receipts) recuaram 0,72% para US$ 120,32.