As dezoito marcas filiadas à Abeifa – Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores comercializaram, em 2016, 35.852 unidades, total 40,2% inferior às 59.975 unidades vendidas em 2015.

As projeções iniciais, anunciadas em janeiro, indicavam 39 mil unidades para o ano de 2016. Em dezembro de 2016, as associadas à Abeifa comercializaram 3.336 unidades, aumento de 25,9% em relação a novembro, quando foram vendidas 2.650 veículos importados. No entanto, em relação a dezembro de 2015 houve queda de 32,2%, quando 4.918 unidades foram vendidas.

Entre as associadas à Abeifa que também têm produção nacional, BMW, Chery, Land Rover, Mini e Suzuki fecharam o mês de dezembro com 1.473 unidades emplacadas, total que representou alta de 29,4% em relação ao mês anterior. Comparado a dezembro de 2015, também houve aumento de 0,1%, quando foram emplacadas 1.471 unidades nacionais. Enquanto, no acumulado, as cinco associadas à Abeifa totalizaram 12.313 unidades emplacadas, queda de 69,2% perante as 39.970 unidades. No entanto, em dezembro do ano passado Jaguar Land Rover e Mini ainda não fabricavam no país, enquanto a Jeep ainda era associada da entidade.

Considerando somente os veículos importados, a participação no mercado interno é de apenas 1,68% no mês de dezembro e, no acumulado do ano, 1,80%. Com os totais somados, a participação das filiadas à Abeifa no mercado interno é de 2,42% tanto no mês de dezembro como no acumulado do ano.