A nova geração do Hyundai Tucson, a exemplo da versão antiga, ganhará a uma variante movida a célula de combustível de hidrogênio. E, como é de se esperar, a novidade terá melhorias. De acordo com o site Autoblog, a autonomia será 30% maior.

Sendo assim, o modelo deixará de percorrer 426 km e poderá chegar aos 560 km de autonomia. No entanto, a novidade só chegará aos mercados asiático, europeu e norte-americano daqui um ano. Apesar dos bons números, o modelo ainda ficará abaixo do Honda Clarity, que usa o mesmo tipo de tecnologia e percorre até 589 km.

Ainda segundo o Autoblog, a perspectiva é que o modelo chegue às lojas dos Estados Unidos custando até US$ 50 mil (ou cerca de R$ 164 mil em conversão simples).