Enquanto os executivos da BMW, Porsche e Nissan estavam comemorando o Ano Novo, as autoridades sul-coreanas proibiram as vendas de 10 carros das três marcas. Além disso, aplicaram multas pesadas pela falsificação de relatórios de emissões ou testes de ruídos destes modelos.

Segundo o Ministério da Meio Ambiente da Coréia do Sul, entre os veículos afetados estão BMW X5 M, Nissan Qashqai, Infiniti Q50 e os Porsche Macan S Diesel, Cayman SE Hybrid & Turbo, 918 Spyder, Cayman GTS, 911 GT3 e Panamera SE Hybrid.

As punições foram aplicadas pouco mais de um mês após os primeiros relatórios sobre as suspeitas. O Ministério do Meio Ambiente da Coréia do Sul iniciou a investigação após o escândalo de emissões do Grupo VW. O objetivo era certificar se outras marcas falsificavam documentos sobre emissões e testes de nível de ruído.

Além de retirar a certificação de 10 modelos, seis dos quais ainda estão à venda, as autoridades da Coréia do Sul aplicaram multas que, somadas, totalizam 7.17 bilhões de wons (US$ 5.9 milhões ou R$ 19.2 milhões).

No ano passado, a Coréia do Sul multou o Grupo Volkswagen em 17,8 bilhões de won (US$ 15.98 milhões ou R$ 52,. milhões) e suspendeu as vendas de 32 modelos feitos pelas marcas VW, Audi e Bentley, alegando que a empresa falsificou documentos sobre emissões ou testes de ruídos.