A Renault confirmou mais um ano de domínio na França. Em sua terra natal, a marca registrou 407.933 vendas de carros de passeio em 2016, a mais alta nos últimos cinco anos. Em relação a 2015, houve crescimento de 5,1%.

A marca também dominou o mercado de utilitários, com crescimento de 6,6%. No geral, a participação da Renault cresceu 0,3 pontos, atingindo a marca de 20,2% do mercado.

O Clio ficou no topo das vendas francesas pelo sétimo ano consecutivo, com 112 mil unidades vendidas. O Captur foi o SUV compacto mais vendido e o quarto no ranking geral de vendas. O novo Mégane chegou em oitavo lugar, com crescimento de 17% em relação a geração anterior. O subcompacto Twingo, que já foi vendido no Brasil, também entrou no TOP 10 de vendas com participação de 27% em seu segmento. O Talisman, lançado em 2016, liderou seu segmento, assim como o Espace, que registrou aumento de 13% nas vendas.

Entre os utilitários, o domínio da Renault foi ainda maior. A marca deteve 32,1% do mercado, um crescimento de 8,1% em relação a 2015. Kangoo e Clio (versão furgão) lideraram o segmento. Master e Trafic ficaram em quinto e sexto, respectivamente.

O ano também foi bom para a venda do ZOE, modelo totalmente elétrico da Renault. Foram 11.400 unidades vendidas, garantindo a liderança entre todos os veículos de zero emissões.

Além disso, a Dacia, divisão de baixo custo da Renault, registrou um recorde de vendas em solo francês. Foram 112.111 vendas, um crescimento de 12,1% ante 2015. Sendo assim, a marca romena ficou em quinto no ranking de marcas.