Seis anos depois de ser apresentado como substituto do Murcielago, o Lamborghini Aventador ganha uma configuração com novidades significantes para 2017. A versão S estreia, além do visual mais agressivo, recursos que elevam a potência do motor e aprimoram a dinâmica do supercarro.

A marca italiana ressalta a adoção do eixo traseiro esterçante, que favorece a estabilidade do superesportivo em velocidades elevadas e a agilidade em curvas ao deixar todas as rodas viradas para a mesma direção. Em baixas velocidades, o sistema direciona as rodas para lados opostos, reduzindo o diâmetro de giro e melhorando a manobrabilidade do carro.

Segundo a Lamborghini, itens como tração integral, amortecedores magnéticos ajustáveis, controle eletrônico de estabilidade, pneus e o seletor de modos de condução passaram por algumas mudanças, uma vez que o Aventador S prioriza ainda mais a dinâmica e o desempenho.

A motorização continua sendo a 6.5 litros V12 aspirada cuja potência foi elevada de 700 cv para 740 cv, porém, mantendo os mesmos 70,4 kgfm de torque graças a alterações nos variadores de válvulas, no coletor de admissão e no sistema de escape. A transmissão é a automatizada de sete marchas e dupla embreagem. Segundo a Lamborghini, o superesportivo de 1.575 kg (mesmo peso do Aventador convencional) acelera de 0 a 100 km/h em 2.9 segundos e atinge a velocidade máxima de 350 km/h.

No visual, o Aventador S se destaca da versão convencional pelos para-choques com defletores em fibra de carbono, para-lamas traseiros redesenhados e aerofólio traseiro com três posições. A atualização aerodinâmica aumentou em 130% a sustentação negativa (efeito que mantém o carro preso ao solo).

Internamente, o modelo ganhou uma nova tela multimídia compatível com o sistema Apple CarPlay. O preço sugerido para os Estados Unidos é de US$ 421 mil (cerca de R$ 1,4 milhão em conversão simples).

Fotos: Divulgação