No final de agosto deste ano, a Ferrari anunciou que faria uma última LaFerrari, de número 500 para ser leiloada em nome das vítimas de um terremoto na Itália.

A marca não só cumpriu a promessa como já leiloou o modelo. O superespotivo foi arrematado por US$ 7 milhões, ou R$ 24 milhões em conversão simples. O preço é quase 5 vezes superior ao praticado no mercado.

Não é a primeira vez que a marca italiana faz ações filantrópicas. A empresa produziu um exemplar de número 400 para o Papa João Paulo II, que o vendeu para um colecionador e doou o dinheiro para a ajuda humanitária. No ano passado, o mesmo carro foi leiloado por US$ 6 milhões.

A LaFerrari tem o conjunto mecânico híbrido formado pelo motor de 6.2 litros V12 a gasolina, que gera 798 cv de potência a 9 mil rpm e 71,3 kgfm de torque a 6.750 rpm, e funciona associado a um propulsor elétrico de 162 cv. A potência total é de 960 cv. A transmissão é automatizada de sete marchas e dupla embreagem.