A Lotus revelou nesta quarta-feira (23) o Exige Sport 380, o carro mais rápido de sua história. Chamado pela marca britânica de “matador de supercarros”, o pequeno esportivo aposta na relação peso-potência para entregar números de desempenho surpreendentes, porém, custando muito menos que modelos da Ferrari, Porsche e Lamborghini, por exemplo.

Pesando apenas 1.066 quilos (25 kg a menos que o Exige Sport 350), o Exige Sport 380 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 3.7 segundos e atingir a velocidade máxima de 286 km/h. Para isso, ele conta com um motor Toyota instalado à frente do eixo traseiro.

O propulsor V6 de 3.5 litros sobrealimentado com compressor foi aprimorado para entregar 380 cv de potência a 6.700 rpm e 41,8 kgfm de torque a 5.000 rpm. As melhorias promovidas no motor incluem um novo sistema de escape, bomba de combustível redimensionada e um aumento na pressão do compressor.

Um dos destaques do carro é transmissão a manual de seis marchas dotada de um mecanismo que elimina os movimentos laterais da alavanca para proporcionar trocas mais rápidas e precisas. Uma caixa automática de seis velocidades será oferecida como opcional a partir do ano que vem.

Para chegar na relação peso-potência de 2,8 kg/cv, a Lotus teve de lançar mão de um kit aerodinâmico 2,7 kg mais leve, utilizar uma peça em policarbonato no lugar do vidro traseiro (menos 900 gramas), bancos de fibra de carbono seis quilos mais leves, bateria de íons de lítio (menos 10,3 kg), além de rodas forjadas de liga ultraleve, novos discos de freio e novas lanternas que eliminaram mais 10,3 kg do carro.

O Lotus Exige 380 será oferecido em dez cores e terá como opcional o pacote Track Pack, que inclui amortecedores com dois níveis de ajuste. Os preços partem de 67.900 libras (cerca de R$ 286.650 em conversão direta) no Reino Unido, 89.900 euros (R$ 322.800) na Alemanha e 12.760.000 de ienes (R$ 385.640) no Japão.

Fotos: Divulgação