Competindo em um segmento em que o câmbio automático é considerado um item praticamente primordial, o JAC T5, enfim, ganha uma versão equipada com uma caixa CVT (relações continuamente variáveis). O primeiro modelo da marca chinesa com esse tipo de transmissão no mercado brasileiro aposta no preço promocional de lançamento de R$ 69.990 (futuramente será reajustado para R$ 74.990) e na relação custo-benefício para atrair futuros compradores de SUVs compactos.

 

Confira abaixo os preços de todas as versões do JAC T5:

T5 1.5 flex manual Pack 1 – R$ 66.990
T5 1.5 flex manual Pack 2 – R$ 69.990
T5 1.5 flex manual Pack 3 – R$ 72.990
T5 1.5 flex CVT Pack 3 – R$ 69.990 (promocional)

A motorização é a mesma das versões com câmbio manual de seis marchas, que continuam sendo vendidas: 1.5 litro de 16 válvulas flex, que desenvolve 125 cv de potência a 6.000 rpm e 15,4 kgfm de torque a 4.000 rpm com gasolina e 127 cv e 15,7 kgfm nas mesmas rotações quando abastecido com etanol.

Já o câmbio CVT, fabricado pela empresa austríaca Punch, teve o diferencial encurtado para atender às características de uso do Brasil. A transmissão simula seis marchas na alavanca e ainda conta com modo esportivo, que faz o motor trabalhar a rotações mais elevadas para favorecer o desempenho.

A exemplo das versões com transmissão manual, o T5 CVT apresenta o melhor acabamento interno entre os carros chineses. A cabine do SUV tem montagem correta e utiliza materiais que não devem em qualidade a maioria dos concorrentes (mas mostra mais capricho que os veteranos Ford EcoSport e Renault Duster, por exemplo). O espaço é bom para quatro adultos e, segundo a JAC, o porta-malas acomoda 600 litros de bagagem.

Além do novo câmbio, a lista de equipamentos de série é um dos predicados do T5 para atrair compradores, pois disponibiliza ar-condicionado automático com visor digital, direção elétrica, bancos de couro, sensor de estacionamento traseiro, controles eletrônicos de estabilidade e tração, rodas de liga leve 16 polegadas, monitoramento dos pneus, assistente de partida em rampas, central multimídia com tela tátil de 8 polegadas e capaz de espelhar a tela de smartphones por meio do aplicativo Mirror Link.

Como os outros SUVs compactos, o T5 possui posição de dirigir mais elevada e boa visibilidade. Com vocação para o uso urbano, o SUVinho tem comportamento bem satisfatório na cidade, favorecido pelo bom isolamento acústico e pela direção levinha.

Na estrada, o câmbio CVT mostra que a a sua prioridade é proporcionar conforto e reduzir o consumo combustível ao invés de favorecer o desempenho. Para fazer o T5 embalar, é preciso cravar o pé no acelerador para subir o giro do motor e ganhar velocidade. A consequência disso é comprometer o conforto acústico dos ocupantes, uma vez que o ruído do motor girando alto invade a cabine. O modo manual “alivia” um pouco esse esforço do propulsor e até melhora a agilidade do carro em retomadas. Na prática, o comportamento do SUV é bem semelhante ao da maioria dos carros com transmissão continuamente variável.

De acordo com os dados declarados pela JAC, o SUV acelera de 0 a 100 km/h em 12,3 segundos e atinge os 192 km/h de velocidade final.

Com o T5 CVT, a JAC quer atrair potenciais clientes das versões de entrada dos principais players do mercado, como Honda HR-V, Jeep Renegade e Renault Duster (a marca desconsidera o EcoSport por conta do porte e espaço interno inferiores do Ford), mas deixa claro que o Nissan Kicks é o principal alvo do seu novo produto. De acordo com Sergio Habib, presidente da JAC Motors do Brasil, “o T5 CVT tem motorização, tamanho e equipamentos de série idênticos aos do Kicks SL (a partir de R$ 89.990), mas custa R$ 20 mil a menos”. A meta da chinesa é vender cerca de 300 unidades do SUV por mês.

Fotos: Divulgação

Ficha técnica

 
 
CarroceriaMonobloco, cinco portas, cinco lugares, em aço
MotorDianteiro, transversal, aspiração natural, injeção de combustível, a gasolina e/ou etanol
Número de cilindrosQuatro em linha
Número de válvulas16
Taxa de compressão10:1
Cilindrada1.499 cm³
Potência125/127 cv a 6.000 rpm (gasolina/etanol)
Torque15,4/15,7 kgfm a 4.000 rpm (gasolina/etanol)
TransmissãoCVT (relações continuamente variáveis) com simulação de seis marchas
TraçãoDianteira
DireçãoElétrica
Suspensão dianteiraIndependente, tipo McPherson, com molas helicoidais e barra estabilizadora
Suspensão traseiraSemi-independente, eixo de torção, com molas helicoidais e barra estabilizadora
Pneus e rodas dianteiros205/55 R16, liga leve de 16 polegadas
Pneus e rodas traseiros205/55 R16, liga leve de 16 polegadas
Freios dianteirosDiscos ventilados com ABS e EBD
Freios traseirosDiscos sólidos com ABS e EBD
Tanque de combustível45 litros
Volume do porta-malas600 litros
Altura1,62 m
Comprimento4,32 m
Largura1,76 m
Entre-eixos2,56 m
Peso em ordem de marcha1.220 kg
Carga útiln/d