Se nos Estados Unidos só se fala na disputa à presidência envolvendo os candidatos Hillary Clinton e Donald Trump, no Salão do Automóvel de São Paulo a rivalidade norte-americana é protagonizada pela dupla Chevrolet Camaro e Ford Mustang, arquirrivais há 50 anos.

Confira tudo sobre os dois esportivos no vídeo exclusivo do Carsale:

O novo Camaro chega ao país inicialmente na edição especial Fifty, limitada em 100 unidades, que celebra os 50 anos do lançamento da primeira geração. Com preço sugerido de R$ 297 mil (a quinta geração parte de R$ 230.990), o modelo traz detalhes estéticos exclusivos, com destaque para a pintura da carroceria na tonalidade cinza metálica Nightfall Gray, rodas de 20 polegadas e plaqueta comemorativa com o número de série e a inscrição “Fifty” no painel.

As variantes cupê e conversível da versão SS terão os preços revelados somente no primeiro trimestre do ano que vem, quando começam a ser vendidas por aqui. Sob o capô, ele traz o motor 6.2 V8 herdado do Corvette de 461 cv de potência e 62,9 kgfm de torque (55 cv e 6,2 kgfm a mais) e novo câmbio automático de oito marchas (o antigo tinha seis velocidades).

Embora tenha cara apenas de reestilização, vale frisar do Camaro anterior sobrou apenas o nome já que o atual é feito sobre uma plataforma mais moderna (a mesma do Cadillac ATS) e é equipado com novo conjunto mecânico e eletrônica aprimorada.

Já o Ford Mustang, ícone da cultura automotiva americana, finalmente foi confirmado para ser vendido no Brasil. Por enquanto sabe-se apenas que a pré-venda começará no final de 2017. Quanto aos preços e versões, a marca do oval azul faz questão de manter segredo.

No entanto, para o salão a Ford trouxe duas versões: a GT, equipada com um motor V8 de 5.0 litros de de 441 cv, e a Shelby GT 350R dotada de um V8 de 5.2 litros de 533 cv — esta última com câmbio manual, o que garante a festa dos entusiastas.

Em sua sexta geração o Mustang adota o visual global da Ford. Por isso, há quem diga que a dianteira lembra a do Fusion, principalmente pela grade hexagonal e faróis. Mas o que importa é que os três elementos que fazem dele um mito estão aí: capô longo, teto baixo e traseira curta. Atrás, as lanternas divididas em três barras, continuam sendo sua marca registrada

Fotos: Renan Rodrigues