A Audi anunciou que vai vender nos Estados Unidos, a partir do ano que vem, versões mais em conta do novo Q7, equipadas com o motor de quatro cilindros 2.0 TFSI a gasolina. Os modelos ficarão posicionados abaixo das configurações dotadas do 3.0 V6 TFSI de 333 cv.

– Novo Audi Q7 chega totalmente renovado e com quase R$ 90 mil em opcionais

De acordo com a Audi, o novo Q7 2.0 TFSI é mais rápido e 22% mais eficiente que a geração anterior equipada com o motor 3.0 V6 turbo graças à nova plataforma 226 kg mais leve. O propulsor de quatro cilindros, dotado de turbocompressor e injeção direta de combustível, gera 255 cv de potência e 38 kgfm torque, permitindo ao SUV acelerar de 0 a 100 km/h em 7.1 segundos – o modelo antigo levava 7.7 segundos para cumprir essa prova de aceleração.

O atual 3.0 V6 TFSI, sobrealimentado com compressor mecânico, desenvolve 333 cv e 44,9 kgfm leva o SUV aos 100 km/h em 6.1 segundos.

A caixa automática de oito marchas e o sistema de tração integral quattro é compartilhado entre todas as versões. O SUV tem capacidade de reboque de 2,2 toneladas.

A Audi declara que o Q7 2.0 TFSI tem consumo médio de 10,3 km/l em ciclo combinado (cidade e estrada).

Os preços partirão de US$ 49 mil (cerca de R$ 156.150 em conversão direta), enquanto a versão Premium Plus custará US$ 53 mil (R$ 168.900). A diferença de valores em comparação com a configuração Premium 3.0 V6 TFSI chega a US$ 5.800 (R$ 18.480).

Fotos: Divulgação