A DHL, empresa alemã do setor de logística e remessas rápidas, começou a utilizar em seu país de origem uma frota de furgões elétricos com o intuito de reduzir o impacto ambiental provocado pelas emissões de veículos movidos a combustão. Com isso, as minivans Caddy fabricadas pela Volkswagen serão gradativamente substituídas pela empresa.

A DHL optou por fabricar o seu próprio veículo após ter os seus pedidos por um furgão movido a eletricidade serem recusados pelas fabricantes de carros tradicionais. A empresa já utiliza mil desses veículos na Alemanha, mas pretende aumentar a produção para 5 mil unidades por ano.

Segundo a DHL, os seus furgões elétricos têm vida útil de aproximadamente 16 anos, se utilizados seis dias por semanas com uma jornada diária de dez horas. A empresa não divulgou detalhes técnicos e de operação (autonomia, recarga), mas disse que o motor elétrico é fornecido pela Bosch e os faróis são fabricados pela Hella.

Embora a DHL esteja satisfeita com o seu novo furgão de entregas, não se pode dizer o mesmo da Volkswagen. O presidente do conselho da empresa, Matthias Müller, demonstrou irritação ao saber que a Caddy deixará de ser utilizada por um de seus principais clientes. “Estou bem irritado. É claro que eu me pergunto por que a DHL não conversou com o nosso departamento de veículos comerciais para fazermos um furgão similar. Vamos ver se ainda conseguimos ter alguma parceria com eles”, disse o chefão da marca alemã.

Fotos: Divulgação