Uma das maiores preocupações das fabricantes de automóveis é proteger os seus projetos dos olhos (ou melhor, das câmeras) dos espiões. Com a popularização das câmeras digitais e dos smartphones nos últimos anos, qualquer modelo flagrado durante testes é revelado na internet em questão de minutos. O método mais utilizado pelas montadoras para disfarçar os seus carros é a camuflagem feita com adesivos que cobrem toda a carroceria ou os pontos mais relevantes, no caso dos facelifts.

Para dificultar o trabalho dos espiões, a Ford desenvolveu um tipo de camuflagem chamada de “3D Brick”, que cria uma ilusão de ótica e impede que pessoas munidas de câmeras ou smartphones mantenham o foco nas linhas do carro (veja o vídeo abaixo).

O mais intrigante é que, para divulgar a sua camuflagem inovadora, a Ford enviou à imprensa especializada algumas fotos do EcoSport 2017 coberto com o disfarce. Nas imagens é possível perceber que o SUV compacto recebeu retoques estéticos, especialmente na dianteira, que recebeu para-choque redesenhado e faróis com nova assinatura de LED.

O jipinho reestilizado, que tem rodado em testes pelo Brasil, Estados Unidos e Europa, será uma das atrações da Ford no Salão do Automóvel de São Paulo, que acontece entre os dias 10 e 20 de novembro. Para ganhar fôlego no concorrido segmento de SUVs compactos, atualmente dominado pelo Honda HR-V, o EcoSport também ganhará retoques no interior, novos equipamentos (como uma versão atualizada da central multimídia Sync), melhorias mecânicas e a oferta da motorização 1.5 Dragon. O lançamento do EcoSport 2017 está previsto para o início do ano que vem.

Fotos: Divulgação