Uma foto tirada na linha de produção da fábrica da Renault em Santa Isabel, na Argentina, começou a circular na internet na última sexta-feira (30) mostrando funcionários da marca se despedindo do último Clio feito no país vizinho. Na imagem, alguns colaboradores da empresa seguram cartazes que indicam o número de Clios fabricados ali desde março de 2000: 549.948 unidades.

Segundo a imprensa argentina, a linha de produção do Clio em Santa Isabel montará os modelos Logan e Sandero com peças importadas do Brasil. No mercado latino-americano, o Clio – que já está em sua quarta geração na Europa – será substituído nos próximos meses pelo compacto Kwid fabricado em São José dos Pinhais (PR).

Com pouco mais de 10 mil emplacamentos no país entre janeiro e agosto (32º lugar no ranking de carros mais vendidos), o Clio ainda é oferecido pela Renault a partir de R$ 34.985 na versão Expression com motor 1.0 16V flex de 77/80 cv (gasolina/etanol). O compacto é equipado de série com ar-condicionado, direção hidráulica, vidros dianteiros elétricos, travamento central das portas, cintos traseiros retráteis, além dos obrigatórios airbags frontais e freios com ABS.

Fotos: CarsDrive Córdoba e Divulgação