A Renault promoveu mudanças na gama do sedã médio Fluence, deixando de oferecer a versão de entrada Dynamique (manual e CVT) e a esportivada GT Line (CVT). Na linha 2017, o modelo importado da Argentina será vendido apenas nas configurações Dynamique Plus (R$ 92.650) e Privilège (R$ 101.100), sempre equipadas com o motor 2.0 flex de 143 cv e transmissão CVT.

O Fluence Dynamique Plus é equipado de série com direção elétrica, ar-condicionado digital de duas zonas, airbags frontais e laterais, freios com ABS, chave presencial, sensor de chuva, faróis com acionamento automático, faróis de neblina, rodas de 16 polegadas, central multimídia com tela sensível ao toque de 7 polegadas, GPS, bancos revestidos de couro, entre outros.

Na versão Privilège há o acréscimo de bancos revestidos de couro cinza, retrovisores com rebatimento elétrico, sensor de estacionamento traseiro, teto solar, airbags de cortina, controles de estabilidade e tração, faróis de xenônio, luzes diurnas de LED e rodas de aro 17.

Reestilizado em novembro de 2014, quando custava entre R$ 66.890 e R$ 82.990, o Fluence foi o oitavo sedã médio mais vendido no Brasil entre janeiro e agosto deste ano, com 2.866 emplacamentos (3,11% de participação).

Fotos: Divulgação e reprodução site Renault