A Stuttgart Veículos entregou a primeira das três unidades do Porsche 911 R destinadas ao Brasil. Com produção limitada a 991 exemplares para todo o mundo, a versão mais purista do esportivo alemão não teve o preço revelado – o valor pode variar de acordo com a cotação cambial da data em que o carro é oferecido. Os carros foram importados pela própria Porsche, que iniciou as suas operações no país em agosto de 2015, ficando responsável pela distribuição de seus modelos no mercado brasileiro.

Enquanto as demais versões do 911 são equipadas com motores turbinados, o 911 R é movido pelo propulsor aspirado de seis cilindros opostos de 4.0 litros, que gera 507 cv de potência a 8.250 rpm e 46,9 de torque a 6.250 rpm. O câmbio é manual de seis marchas.

De acordo com os dados de fábrica, o modelo de 1.370 kg acelera de 0 a 100 km/h em 3.8 segundos e atinge a velocidade máxima de 323 km/h.

Com detalhes visuais que remetem ao 911 R de 1967, o esportivo conta com eixo traseiro direcional, freios com discos de cerâmica e rodas de liga leve de 20 polegadas com porca central. Graças ao uso de capô e para-lamas de fibra de carbono, de janelas laterais e traseira de policarbonato e do teto feito em magnésio, além da retirada do banco traseiro, o 911 R teve o peso reduzido em 50 kg. O ar-condicionado é opcional.

Fotos: Divulgação