A Bugatti anunciou que já vendeu 200 das 500 unidades do Chiron que irá produzir. A informação foi revelada ao site Carscoops. O modelo foi lançado no final de fevereiro, mas só começou a ser fabricado no segundo semestre.

Segundo a Bugatti, o Chiron acelera de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos e atinge velocidade máxima de 420 km/h (limitada eletronicamente). Tudo graças ao motor W de 8.0 litros sobrealimentado com quatro turbocompressores, sendo capaz de gerar 1.521 cv de potência e insanos 163 kgfm de torque entre 2.000 e 6.000 rpm.

Além da parte mecânica, a estrutura de fibra de carbono do hipercarro recebeu diversas melhorias em relação ao Veyron. O modelo de 1.995 quilos é dotado de chassi adaptativo com cinco tipos de ajustes, que variam de acordo com o piso.

Diferentemente do Veyron, cuja troca de pneus era extremamente cara e complexa (era necessário enviar o carro até a fábrica, na França, para substituir o conjunto), o Chiron é equipado com um jogo da marca Michelin que são mais baratos e fáceis de instalar, segundo a Bugatti. Os novos pneus calçam enormes rodas de 20 polegadas na dianteira e 21 polegadas na traseira.

O Chiron tem preço sugerido de US$ 2,6 milhões (cerca de R$ 8,3 milhões em conversão direta). Esse valor inclui um jogo de malas e sapatos exclusivos da marca.