A Fiat começou a produzir em Betim (MG) o motor 1.0 de três cilindros que substituirá o atual 1.0 Evo. Segundo o site Automotive Business, o novo propulsor estreará nos próximos meses no Uno (que terá o visual retocado e ganhará equipamentos) e em 2017 no recém-lançado Mobi.

De acordo com as informações apuradas pelo Automotive Business, a empresa BorgWarner já fornece para a Fiat as correntes de sincronismo do novo motor – serão de 300 mil a 400 mil unidades do componente por ano. Além do cilindro a menos, esta é uma das diferenças do 1.0 GSE em comparação ao 1.0 Evo, que utiliza correia dentada de borracha.

O plano da Fiat era lançar o 1.0 de três cilindros no Mobi, mas o atraso de alguns fornecedores de peças e componentes teria atrasado o projeto. Dotado de bloco e cabeçote fabricados em alumínio, o novo motor terá apenas duas válvulas por cilindro, totalizando seis – ao contrário dos tricilíndricos da concorrência que utilizam quatro válvulas por cilindro. O 1.0 GSE será capaz de gerar cerca de 80 cv de potência e 10 kgfm de torque.

Foto: Divulgação