A Renault confirmou nesta terça-feira (2) a estreia de três modelos no mercado brasileiro. Dois deles, Kwid e o Captur serão produzidos na fábrica de São José dos Pinhais (PR), enquanto o Koleos chegará importado. O anúncio oficial da ampliação da gama de produtos foi feito pelo presidente mundial do grupo Renault-Nissan, Carlos Ghosn.
Já se sabe que as três novidades serão apresentadas ao público no Salão do Automóvel de São Paulo, em novembro, sendo que as vendas começarão apenas em 2017.

O Kwid será equipado com um motor 1.0 de três cilindros, diferente do propulsor que já equipa os Nissan March e Versa, enfatizou a o chefão da marca francesa durante a apresentação. O compacto também estreará uma nova plataforma mundial, que será utilizada em futuros modelos da Renault-Nissan neste segmento. Demais detalhes técnicos do Kwid ainda são mantidos em segredo.

Renault Kwid

Com relação ao rumores do Kwid vir a estrear como o modelo mais barato do Brasil, Carlos Ghosn ressaltou que o compacto não tem essa pretensão. “O objetivo do Kwid é ser competitivo em termos de funcionalidades, design, powertrain e preço”, destacou o executivo.

Renault Captur

Além de ressaltar que o utilitário esportivo Captur irá conviver no mercado brasileiro com o veterano Duster, a Renault informou que ele trará sob o capô um motor 1.6, o mesmo conjunto utilizado nos modelos da Nissan. Já o Koleos chegará equipado com um propulsor 2.0.

Renault Koleos

Renault Koleos

Atualmente a participação da Renault no Brasil é de 7,4%, sendo que os novos produtos e investimentos chegam para contribuir para a marca alcançar o seu objetivo de 10% derepresentatividade. Vale destacar que no primeiro semestre deste ano a participação da marca cresceu 13% no País.

Fotos: Larissa Florencio