A Bugatti anunciou em seu instagram oficial que não é mais a proprietária do conceito Vision Gran Turismo, desenvolvido especialmente para o jogo “Gran Turismo Sport” do console Playstation 4. Além disso, o primeiro Chiron, exibido durante o Salão do Automóvel de Genebra, também foi vendido. Os dois modelos foram comprados pelo príncipe árabe Badr bin Saud, ao menos de acordo com o site autoevolution.

O príncipe, que tem fortuna avaliada em US$ 21 bilhões, certamente pagou mais que os US$ 2.6 milhões (R$ 8.4 milhões) pedidos oficialmente pelo sucessor do Veyron. Especula-se que a transação não tenha saído por menos de US$ 5 milhões (R$ 16.3 milhões). Segundo a marca, os dois modelos serão as principais atrações na coleção de um entusiasta árabe. Vale lembrar que o Gran Vision Turismo antecedeu algumas linhas do Chiron.

Segundo a Bugatti, o Chiron acelera de 0 a 100 km/h em 2,5 segundos e atinge velocidade máxima de 420 km/h (limitada eletronicamente). Tudo graças ao motor W de 8.0 litros sobrealimentado com quatro turbocompressores, sendo capaz de gerar 1.521 cv de potência e insanos 163 kgfm de torque entre 2.000 e 6.000 rpm. A Bugatti já determinou que apenas 500 unidades do Chiron serão produzidas.