A Ford apresenta nesta quinta-feira (21) a segunda geração do crossover Edge no Brasil. O modelo será comercializado apenas na versão Titanium, topo de linha a partir de R$ 229.900 — preço cerca de R$ 100 mil mais caro que o seu antecessor, oferecido nas configurações SEL e Limited.

Em termos de visual, o Edge abandona o excesso de itens cromados para ostentar um visual mais sóbrio, porém com aspecto mais esportivo, sempre seguindo a identidade visual da marca. O crossover não esconde as semelhanças com o Fusion, com destaque para as lanternas traseiras, que preenchem a tampa do porta-malas. O novo Edge ficou maior em todos os sentidos: cresceu 7 cm no comprimento, a distância entre-eixos aumentou em 2 cm e a altura subiu 4 cm.

Entre os itens de segurança, além dos airbags frontais obrigatórios por lei, há laterais, do tipo cortina e de proteção aos joelhos do motorista, além disso os cintos de segurança traseiros possuem airbags que são inflados em caso de colisão para proteger o tórax dos passageiros. Também estão disponíveis piloto automático adaptativo, câmera frontal com visão de 180 graus, assistente de permanência de faixas, alerta de colisão frontal e monitoramento de pontos cegos.

Além das novidades externas, a cabine também ganhou materiais de qualidade superior em relação à geração anterior. O Edge ostenta o sistema multimídia Sync2, que traz uma interface mais amigável, mas não tem compatibilidade com os sistemas Apple CarPlay e Android Auto.

Em termos mecânicos, o Edge segue sem alterações, trazendo sob o capô o motor 3.5 V6 a gasolina de 284 cavalos de potência e 34,5 kgfm de torque, acoplado a uma transmissão transmissão automática de seis velocidades.

O Carsale participa do teste drive do novo Ford Edge e publicará suas impressões em breve.

Fotos: Divulgação / Renan Rodrigues