A Volkswagen está definindo as medidas que utilizará para reduzir 3,6 mil funcionários da fábrica Anchieta, em São Bernardo do Campo, de acordo com o Sindicato dos Metalúrgicos do ABC. Acredita-se que a medida afetará 2,5 mil funcionários da produção e 1,1 mil trabalhadores das áreas administrativas. A fábrica conta atualmente com 10,5 mil trabalhadores.

Para diminuir o excedente, a empresa recorrerá a programas como o de demissão voluntária, suspensão temporária de contrato de trabalho (lay-off), além do congelamento de reajustes salariais, segundo o sindicato.

A assessoria de imprensa da Volkswagen confirma que retomou as discussões com o sindicato para que, nas próximas semanas, “sejam construídas alternativas para o novo cenário que se impõe, além de outras medidas de eficiência e organização para a fábrica Anchieta”, informa nota da Agência Brasil.

A Volkswagen informa ainda que as medidas serão tomadas em razão da retração no mercado automotivo. Está prevista queda de quase 20% na produção de veículos em 2016, na comparação com 2015, e de 40% em relação a 2014, segundo projeções da Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores (Anfavea).

Fotos: Divulgação