A cotação do dólar interfere em praticamente tudo relacionado ao mercado, inclusive no setor automotivo. No entanto, a queda do valor da moeda norte-americana, que voltou ao patamar do início do ano cotado a cerca de R$ 3,30, reaqueceu a procura por veículos importados de maneira independente. Unidades novas de modelos exclusivos e desejados, como Cadillac Escalade, Chevrolet Corvette, Dodge Challenger e Ford Mustang estão prestes a desembarcar no país nos próximos meses.

Segundo Daniel Valério, CEO da importadora Direct Imports, “o Ford Mustang GT da nova geração, o modelo mais procurado, voltou a ser comercializado pelo preço praticado em janeiro: cerca de R$ 330 mil, contabilizando impostos, taxas e transporte”.

Valério diz que a procura por veículos importados de maneira independente caiu cerca de 60% nos últimos seis meses, mas desde o começo de junho, com o dólar estabilizado na faixa dos R$ 3,30, alguns modelos voltaram a ser procurados pelos clientes. “Independentemente do atual cenário de retração econômica do Brasil, esses carros têm um público cativo, e o dólar em queda ajuda a equilibrar essa demanda”, explica o empresário.

“Além disso, os prazos são menores. Hoje, são cerca de 45 dias para o cliente receber o carro, pois não dependemos da isenção do IPI (Imposto sobre Produtos Industrializados) e, pagando todos os impostos, o processo de importação é encaminhado sem problemas tanto para Pessoa Física ou Pessoa Jurídica”.

Alguns modelos que chegam ao país via importação independente têm boa liquidez no mercado de seminovos, considerando os seus valores de mercado. “O Corvette 2015, por exemplo, que teve 17 unidades entregues no Brasil por R$ 450 mil cada uma, é vendido pelo mesmo valor um ano depois de chegar ao país”, diz Valério.

Veja na galeria abaixo os cinco modelos mais procurados com a queda do dólar, segundo a importadora independente Direct Imports:

Fotos: Divulgação