A Strasse, representante oficial da Brabus no Brasil, já está aceitando pedidos do S63 Brabus 850, revelado no último final de semana, durante as 24h de Le Mans. Considerado o conversível de quatro lugares mais rápido do mundo, o esportivo é baseado no Mercedes-Benz AMG S63. O preço da novidade da Brabus é de R$ 2,9 milhões.

O grande destaque do S63 Brabus 850 é o seu motor V8, que passou por diversos aprimoramentos (ganhou bielas de alto desempenho, unidades maiores de turbocompressores, novos coletores de escapamento e remapeamento da injeção eletrônica e ignição) para poder atingir incríveis 850 cv de potência e 148 kgfm de torque.

De acordo com a Brabus, o modelo é capaz de acelerar de zero a 100 km/h em 3,5 segundos e alcançar 200 km/h em 9,4 s. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 350 km/h.

O esportivo também conta com um kit aerodinâmico feito em fibra de carbono e composto por um spoiler dianteiro (que diminui a elevação do eixo frontal em altas velocidades), difusor traseiro, saídas de escape em cerâmica (do sistema esportivo de exaustão da BRABUS), spoiler na tampa traseira, anexos de carbono nas saídas de ar laterais do pára-choque traseiro e cobertura de carbono nos retrovisores exteriores.

O S63 Brabus 850 Cabrio traz ainda um módulo de suspensão que é especificamente calibrado para o uso de pneus ultra-low-profile. São duas opções de combinação entre rodas e pneus disponíveis: Monoblock “Platinum Edition” de 21 polegadas com pneus 255/35 ZR 21 na frente e 295/30 ZR 21 no eixo traseiro ou Monoblock G “Platinum Edition” de 22 polegadas com pneus 255/30 ZR 22 na dianteira e 295/25 ZR 22 na traseira.

Já os destaques do interior vão desde soleiras iluminadas com logotipo retro iluminado a elementos e acessórios de interior feitos em carbono e alumínio, além de um velocímetro personalizado e estofamento customizado em couro.

O S63 Brabus Cabrio pode ser encomendado na Strasse também na versão intermediária 760 por R$ 1,9 milhão e na de entrada 650, que sai por R$ 1,2 milhão. A garantia é de dois anos ou 100.000 km.

Fotos: Divulgação