Dias depois de a General Motors divulgar um vídeo que compara a resistência das caçambas da Chevrolet Silverado e da Ford F-150, a Honda apresentou uma resposta mostrando que a sua picape, a Ridgeline, pode surpreender os modelos mais tradicionais em termos de durabilidade.

No vídeo (veja abaixo), a Honda submete a Ridgeline 2017 ao mesmo teste feito pela GM: despejar cerca de 60 blocos de concreto (cada um pesando entre 6,3 e 7,2 quilos) sobre o assoalho da caçamba com o auxílio de uma retroescavadeira.

No comparativo da Silverado contra a F-150, ambas apresentaram diversos amassados na caçamba, mas a picape da Ford (toda feita de alumínio) teve o compartimento literalmente rasgado pelas pedras mais pontiagudas. Já a Ridgeline sofreu apenas alguns riscos, pois a sua caçamba é revestida com um protetor feito de composto plástico que absorveu os impactos dos blocos contra o assoalho.

Após o teste, o representante da Honda fez questão de mostrar que as tampas da caçamba (que pode ser aberta vertical ou horizontalmente) e do compartimento do assoalho ainda funcionavam perfeitamente.

A segunda geração da Honda Ridgeline começou a ser produzida nos Estados Unidos em maio para concorrer com a Chevrolet Colorado, GMC Canyon e Toyota Tacoma. Diferentemente das rivais, que possuem cabine e caçamba montadas sobre chassi, a Ridgeline tem estrutura monobloco semelhante à utilizada pela Fiat Toro, pois utiliza a plataforma do SUV Pilot.

No mercado norte-americano, o modelo é oferecido apenas com a motorização de 3.5 litros V6 a gasolina e câmbio automático de seis marchas – com opção de tração integral. De acordo com a Honda, a picape tem consumo de 8 km/l na cidade e 11 km/l na estrada, com média combinada de 9,3 km/l.

Fotos: Divulgação